O que é ser ágil?

o-que-e-ser-agil-rodrigo-zambon-mundo-agilRecebo frequentemente algumas dúvidas dos meus alunos e de outros colegas na organização me perguntando o que é ser ágil. E é interessante porque na mesma organização temos culturas locais diferentes que tentam se sobressair frente a cultura geral, aquela adotada pela maioria e já internalizada pelo público externo e sociedade. É claro, estas boas práticas setorizadas aos poucos vão aparecendo e sendo compartilhadas com os demais.

Ágil não é uma prática, em que você vai empregar algumas técnicas e esperar que as coisas aconteçam. Implantar o kanban ou fazer as reuniões diárias ou mesmo de retrospectiva ajudam, e podem sim melhorar o processo, porém não nos tornamos ágeis de uma hora para a outra, aliais essa expressão “tornar ágil” é extremamente perigosa.

Uma organização precisa constantemente rever seus processos, e renovar o ciclo de aprendizado com certa frequência. Os indivíduos precisam se adaptar as mudanças de trabalho e dos cenários. Ser ágil é um processo evolutivo, de continuo aprendizado.

Ao contrário do que muitos pensam, ágil não é entregar rápido, ou que a execução estará livre de defeitos e que a qualidade do produto será alta. Se não gerenciarmos estas variáveis, nosso projeto terá os mesmos problemas se comparado a outros métodos.

Sendo ágil você vai responder a mudanças, ou melhor, não se apegar aos planos como se fossem o certo a se fazer. É se adaptar mais rapidamente as necessidades do cliente. Entender que você, sua equipe são um meio para que o cliente possa crescer e obter valor no investimento que está fazendo. Você e sua equipe foram a melhor escolha que aquele cliente poderia fazer e tinha disponível no momento da contratação. É fundamental a parceria e principalmente entregar o que de fato ele precisa.

Uma outra questão associada a mudança é o custo. Não vamos aprovar ou descartar sem se fazer uma análise ou negociar com o cliente. Se nosso foco é entregar cedo o que representa maior valor, será que as mudanças que vão aparecendo no decorrer do projeto compensam ser entregues? Se o que tem mais valor é entregue no início, o que vem depois teoricamente trará menos benefício. Pode ser que em determinada fase do seu projeto, o cliente alcance o valor pretendido e tudo que venha depois agregue pouco ou nada ao negócio.

Sendo ágil você vai entregar valor continuamente, mas o mais importante desta afirmação é o como você entregará e como seu time está integrado com o cliente e com a organização a que ele pertence. A velha concepção de comando e controle também não irá funcionar aqui. A administração, o cliente e a sociedade precisam acreditar na equipe que está trabalhando no projeto. A autonomia do time na tomada de decisões é fundamental para manter a motivação e o engajamento.

Por último, sendo ágil você trará as lições aprendidas para dentro do projeto. Conforme descrito no manifesto ágil “Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo.” Isso vai ajudar seu time a melhorar continuamente, sendo de fato um grupo unido, e qual o lugar deste grupo dentro da organização.

Servidor Efetivo do Governo do Estado do Espírito Santo. Hoje eu sou Gerente de Processos de Projetos da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos. Integro o time de Transformação Digital do Governo e sou responsável pelo Escritório Central de Processos. Sou agilista de coração e de profissão.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *